Veículos Elétricos | Mitsubishi estreia Outlander PHEV em Paris
96
post-template-default,single,single-post,postid-96,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

12 Set Mitsubishi estreia Outlander PHEV em Paris

A Mitsubishi vai apresentar no Salão Automóvel de Paris o novo Outlander PHEV, que recorre a um sistema Plug-In Híbrido Elétrico desenvolvido pelo construtor japonês a partir da tecnologia incorporada na sua gama atual de veículos elétricos. O novo modelo irá oferecer a performance ambiental de um veículo elétrico, a autonomia de um veículo com motor de combustão interna e a performance em todas as estradas e trilhos de um SUV.

Posicionado no segmento Médio-Superior, o Outlander PHEV funde as tecnologias comprovadas no i-MiEV – o pioneiro veículo elétrico, introduzido no mercado em 2009 – com as últimas tecnologias ambientais de motores convencionais, incluindo o sistema de comando variável de abertura das válvulas.

Utilizando a energia elétrica armazenada nas baterias, o sistema Plug-in Hibrido Elétrico permite ao Outlander obter valores historicamente baixos de consumo de combustível. O objetivo de eficiência energética para o Outlander, é conseguir atingir valores de consumo combinado inferiores a 1.6 L/100 km2 e uma autonomia superior a 880 km o que neste último caso, está em linha com o conseguido atualmente por um veículo de motorização convencional. A autonomia anunciada em modo puramente elétrico é superior a 55 km.

A Mitsubishi irá introduzir o Outlander PHEV no mercado japonês no início de 2012 e em sequência, na Europa, nos Estados Unidos e outros mercados mundiais.

O Outlander PHEV recorre a dois motores elétricos (um para cada eixo), um motor a combustão interna a gasolina e um gerador, para além dos inversores necessários à utilização da energia elétrica armazenada nas baterias. As baterias podem ser carregadas quer através de uma ligação à rede energética, quer pela regeneração de energia ou ainda pelo gerador associado ao motor de combustão interna.

Por Carlos Moura
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Sem Commentários

Postar comentário