Veículos Elétricos | Linde revoluciona modos suaves com H2Bike
16713
post-template-default,single,single-post,postid-16713,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

25 Out Linde revoluciona modos suaves com H2Bike

Já conhecíamos as e-bikes (bicicletas com assistência elétrica), mas com a apresentação do protótipo H2Bike, a companhia de tecnologia alemã The Linde Group abriu mais uma nova possibilidade de mobilidade sustentável emissões zero. Trata-se de uma bicicleta com apoio elétrico, mas a bateria foi substituída por uma célula de combustível compacta que produz eletricidade a partir do hidrogénio e oxigénio existente no ar. Este sistema de propulsão emissões zero oferece um apoio elétrico ao ciclista até 100 quilómetros com um único cilindro de hidrogénio de 34 gramas. Este sistema de abastecimento permite encher o cilindro em menos de seis minutos.

A H2Bike, que a Linde irá produzir como uma série limitada de protótipos, utiliza hidrogénio que é obtido a partir de fontes renováveis. O hidrogénio pode ser obtido através da eletrólise da água, utilizando energia eólica ou biogás. A Linde reivindica que o balanço de carbono da H2Bike é bastante inferior ao de uma e-bike com bateria, uma vez que a energia elétrica utilizada é oriunda de fontes mistas da rede elétrica alemã.

A Linde está a implementar ideias novas e pouco convencionais para contribuir para uma comercialização alargada do hidrogénio como tecnologia limpa”, afirma o CEO da Linde AG, Wolfgang Büchele. “Com a bicicleta  H2Bike demonstramos que as vantagens do hidrogénio não se limitam aos automóveis – as bicicletas também são outra aplicação interessante”, acrescenta.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Sem Commentários

Postar comentário