Veículos Elétricos | Renault ZOE R240 Intens: mais autonomia
17160
post-template-default,single,single-post,postid-17160,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

23 Mai Renault ZOE R240 Intens: mais autonomia

Concebido inteiramente pela própria Renault, o novo motor elétrico R240 oferece um melhor rendimento, que se traduz num menor consumo energético, uma maior autonomia e um melhor desempenho em termos de tempos de carregamento.

Na conceção deste propulsor, os engenheiros da Renault trabalharam essencialmente na integração de componentes, o que possibilitou uma redução das suas dimensões em dez por cento. Além disso, a caixa de interligação, a eletrónica de potência e o carregador Caméléon passaram a constituir um só conjunto mais compacto que recebeu a designação de ‘Power Electronic Controller’. O motor R240 oferece a mesma potência de 65 kW (88 cv) do anterior R210, que se mantém em comercialização, mas o conjunto motor/bateria do ZOE aumentou em aproximadamente 30 quilómetros, podendo atingir os 170 quilómetros em condições reais de utilização. Isto deve-se sobretudo ao novo sistema de gestão eletrónica que aproveita melhor os recursos para otimizar o consumo energético e aumentar a autonomia. Será de referir que enquanto no ensaio com o Renault ZOE R210 o computador de bordo deu um consumo médio de 16,4 kWh/100 km, no Renault ZOE R240 esse valor desceu para os 14,9 kWh/100 km, sempre em condições normais de utilização.

O novo motor R240 beneficiou de uma evolução do sistema de carregamento Caméléon, possibilitando um carregamento mais rápido a partir dos terminais domésticos de 3 e 11 kW (menos uma hora do que anteriormente), mantendo a possibilidade de carregamento no terminais de carga acelerada de 22 kW (quatro horas até 80 por cento da capacidade da bateria) e de 43 kW (bastando 30 minutos para recarregar até 80 por cento da bateria).

RenaultZOER240_010A unidade ensaiada do Renault ZOE R240 correspondeu à versão Intens, que oferece um equipamento de série bastante completo, onde se inclui o sistema R-Link, ar condicionado automático, volante multifunções que integra comando satélite do rádio e do cruise control, monitor digital TFT com computador de bordo e indicador do estilo de condução, sensores de estacionamento traseiros, sensores de chuva e luminosidade, cartão mãos livres, câmara traseira. Em termos de equipamento de segurança ativa e passiva, o ZOE também não deixa o seu crédito por mãos alheias, contando com ABS com assistência à travagem de emergência, airbags frontais e laterais, programa eletrónico de estabilidade, auxílio ao arranque em subida (hill hold), repartidor eletrónico de travagem, limitador/regulador de velocidade.

Com dimensões e uma habitabilidade em tudo idênticas às de um Renault Clio, o Renault ZOE oferece um amplo espaço para os ocupantes, quer à frente quer atrás. Os bancos, com estofos em tom escuro, na versão ensaiada Intens, receberam um tratamento anti-nódoas em Teflon para facilitar a limpeza.

Em relação ao ZOE 210 “original”, o ZOE 240 distingue-se por pormenores como a cor dos cromados, mas são também os novos tons que marcam o habitáculo.

RenaultZOER240_011No interior, a assinatura Z.E. está bem presente em vários detalhes, designadamente no encosto de cabeça do condutor e no seletor do modo de condução. O ecrã TFT (Thin Film Transistor) do painel de instrumentos (que muda a cor de fundo em função do estilo de condução) e o ecrã de 7” da consola central do Renault R-Link confirmam que também o Renault ZOE beneficia dos equipamentos tecnológicos que caraterizam toda a gama da marca.

Para iniciar marcha, basta carregar no botão “Start”, esperar pelo sinal ‘Ready’ no painel de instrumentos, colocar o seletor no modo “D”, acionar o botão do travão de estacionamento elétrico. O veículo arranca, num silêncio quase absoluto, de forma suave e progressiva. O Renault ZOE vem equipado com um motor elétrico síncrono que desenvolve uma potência de 88 cv às 3.000 rpm e um binário máximo de 220 Nm, constante entre as 250 rpm e as 2.500 rpm. Nesse sentido, basta um mínimo toque no acelerador para o veículo reagir com prontidão.

RenaultZOER240_014O sistema de regeneração da energia de travagem permite recuperar alguma autonomia sempre que se desacelera ou se trava. O motor atua como gerador sempre que o condutor levanta o pé do acelerador, o motor recupera a energia cinética da aceleração, transforma-a em energia elétrica que armazena na bateria. Em condições reais de utilização, o Renault ZOE oferece uma autonomia de aproximadamente 170 quilómetros. Para não penalizar a autonomia em demasia, a velocidade máxima está limitada eletronicamente a 135 km/h. Se o utilizador pretender gastar menos energia pode optar pelo modo “Eco”, cujo botão está localizado ao lado do seletor do modo de condução, que permite diminuir as caraterísticas dinâmicas e a potência do ar condicionado ou do sistema de aquecimento para favorecer a autonomia.

A tara do veículo ligeiramente inferior a 1,5 toneladas também contribui para uma elevada agradabilidade de condução, graças a uma boa relação peso / potência. A posição da bateria debaixo do piso ajuda a equilibrar a repartição entre massas entre a frente e a traseira, favorecendo a motricidade. A suspensão traseira, por sua vez, foi reforçada de forma a suportar o peso da bateria, tendo sido otimizada para proporcionar um maior conforto, o que se deve à inclusão de batentes em poliuretano, que asseguram um melhor amortecimento.

Até final de junho, o Renault ZOE R240 Intens está disponível para clientes particulares por 18.950 euros, valor que não inclui incentivo do Estado. Com uma autonomia real até 170 quilómetros, um custo de energia de dois euros por cada cem quilómetros (para tarifa normal EDP) e um bom nível de equipamento, pode constituir uma solução bastante interessante as famílias. Para as empresas, a dedução de 23 por cento do IVA permite a introdução deste veículo na frota por pouco mais de 18 mil euros e com custos de utilização muito baixos.

 

Incentivo até 6.750 euros

Até final de junho, a Renault tem em curso uma campanha para clientes particulares que oferece um incentivo até 6.250 euros na aquisição de um veículo elétrico ZOE. A marca concede um desconto de 4.500 euros no preço de venda ao público (que é de 23.450 euros no R240 Intens), enquanto os restantes 2.250 euros podem ser obtidos através do incentivo do Estado aos veículos elétricos mediante entrega de veículo para abate com dez ou mais anos. As empresas, por seu lado, beneficiam dedução de IVA, da isenção da tributação autónoma e da possibilidade de amortização do veículo.

Sistema R-Link

RenaultZOER240_012O ZOE recebe o sistema Renault R-Link, que através de um tablet multimédia com ecrã de oito polegadas e ligação à Internet localizado na consola central, oferece ao utilizador um conjunto de funcionalidades como o sistema de navegação e multimédia, ligação ao telemóvel por Bluetooth, audiostreaming também por Bluetooth. Este sistema disponibiliza dados específicos para veículos elétricos como o consumo de energia em tempo real, bem como os fluxos de energia entre a bateria e as funções que consomem energia no automóvel. O Renault R-Link oferece ainda conselhos de eco-condução ao utilizador.

O sistema de navegação TomTom LIVE foi adaptado para veículos elétricos, afixando, em imagem gráfica, a autonomia do veículo. Quando é introduzido um destino, o sistema informa, desde logo, se o ZOE tem autonomia suficiente para o atingir. Caso não tenha, o sistema indica o caminho para a estação de carregamento mais próxima. O sistema pode, igualmente, sugerir o trajeto mais económico e mostrar as estações de carregamento (através do TomTom no mapa (dependendo da localização geográfica do veículo ou do destino).

 

RenaultZOER240_015Ficha técnica

Motor             Elétrico síncrono

Potência         88 cv/3.000 rpm

Binário           220 Nm/2.500 rpm

Bateria           Iões de lítio

Capacidade Armazenagem  22 kW

Peso               1.486 kg

Comp/larg/alt (m)   4,09/1,73/1,57

Aceleração 0-100 km           13,5s

Veloc. Max     135 km/h

Autonomia     115 – 170 km

Tempo de recarga    30 min a 8 horas

Preço (sem campanha)       23.450 euros

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Tags:
,
Sem Commentários

Postar comentário