Veículos Elétricos | Orçamento de Estado para 2017 mantém incentivos para aquisição de veículos elétricos e híbridos plug-in
17868
post-template-default,single,single-post,postid-17868,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

23 Out Orçamento de Estado para 2017 mantém incentivos para aquisição de veículos elétricos e híbridos plug-in

A proposta de Orçamento Geral do Estado para 2017 prevê a reintrodução de inventivos à aquisição de veículos elétricos  sem necessidade de entrega para abate de um veículo com idade igual ou superior a dez anos. O valor do incentivo é de 2.250 euros, que é financiado pelo Fundo Ambiental. Em comunicado, a UVE – Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos congratula-se com a introdução desta medida, uma vez que o regime atualmente em vigor se revelou totalmente desadequado: no primeiro semestre de 2016, apenas foram solicitados 17 pedidos deste incentivo; por outro lado, as campanhas das marcas para retoma de veículos usados ultrapassam o valor. A medida está consagrada no capítulo IX, artigo 142º, e tem como objetivo apoiar a aquisição de veículos de baixas emissões, com dotação orçamental de 2.250 euros, financiados pelo Fundo Ambiental, sucessor do Fundo Português de Carbono. Este valor é válido para os primeiros mil pedidos na aquisição de um veículo elétrico, sem necessidade de entrega de  um veículo com mais de dez anos, para o ano de 2017.

Por outro lado, os veículos híbridos plug-in continuam a ter uma redução no Imposto Sobre Veículos (ISV), podendo o valor chegar a 562,50 euros, não sendo necessário entregar um veículo com mais de dez anos para abate.

Além disso, a proposta de Orçamento Geral de Estado para 2017 prevê a transferencia de receitas próprias do Fundo Ambiental, até ao limite de 715.070 euros, para a Mobi.E para efeitos de comparticipação nacional de atualização tecnológica e alargamento da rede piloto de carregamento Mobi.E, que tem estado votada ao abandono, sofrendo de inúmeras avarias, vandalismo e falta de manutenção.

A UVE, em comunicado, manifesta a sua satisfação com a “não obrigatoriedade de entrega de um veículo com mais de dez anos para abate na aquisição de veículo de baixas emissões, seja um veículo elétrico a bateria ou um veículo elétrico híbrido plug-in, assim como a não redução à aquisição de veículos 100 por cento elétricos, que estavam previstos para entrar em vigor em 2017”.

Por: Bernardo Pereira

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Tags:
1Commentário
  • Miguel Costa
    Publicado a 23:07h, 22 Fevereiro Responder

    O incentivo previsto não contempla empresas privadas, segundo informação da secretaria ambiental, apenas entidades públicas podem recorrer ou usufruir deste incentivo.

Postar comentário