Veículos Elétricos | Lagoa estreia rede pública de e-bikes em janeiro
18019
post-template-default,single,single-post,postid-18019,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

16 Dez Lagoa estreia rede pública de e-bikes em janeiro

O município de Lagoa inaugurou um sistema de bicicletas públicas elétricas que estarão disponíveis para os residentes em janeiro e será alargado a todos os visitantes e turistas em março. Desenvolvido em parceria com as empresas Wegoshare e Bewegen Technologies, o sistema de bicicletas públicas elétricas foi desenvolvido para ser utilizado quer nas deslocações diárias dos residentes, quer nos passeios de lazer, constituindo uma forma de visitar o concelho, as suas praias e as suas atrações culturais.

O municipio de Lagoa reivindica que o sistema de bicicletas públicas do concelho é o primeiro sistema de smart-bikes elétricas do país e um dos primeiros da Europa. Toda a tecnologia utilizada foi criada por uma empresa portuguesa – Bikeemotion – e as operações quotidianas serão também asseguradas por uma empresa nacional, a Wegoshare.

O sistema conta com 20 bicicletas elétricas, três estações (Carvoeiro, Ferragudo e Senhora da Rocha), 30 docas de carregamento automático. As bicicletas podem ser automaticamente alugadas usando um cartão de membro (tipo passe) ou através de aplicações móveis para iPhone e Android. Todas as bicicletas estão equipadas com GPS e comunicações 3G para registo das rotas e protecção anti-roubo. As bicicletas e estações têm alarmes e mecanismos antiroubo e anti-vandalismo.

Os residentes de Lagoa terão acesso a subscrições semestrais ou anuais, que permitem o uso ilimitado das bicicletas. Estas subscrições terão um preço especial para residentes, desde nove euros por mês. Os turistas ou visitantes que estejam de férias em Lagoa terão acesso a um “Passe” que pode ir de um dia a um mês, com preços desde 18 euros por dia. Estarão também disponíveis alugueres horários (1, 2, ou 4 horas), com preços desde cinco euros por hora. Os utilizadores do sistema terão à disposição um sítio na Internet com o mapa das estações e o número de bicicletas disponível em cada uma delas “em tempo real” e poderão alugar automaticamente os veículos “usando um cartão de membro (tipo passe) ou através de aplicações móveis para iPhone e Android.

O sistema de bicicletas públicas elétricas recebeu um financiamento de 65 mil euros provenientes do Orçamento Participativo de Lagoa para a aquisição do equipamento, que é propriedade da autarquia, e mais 60 mil euros de investimento direto da Wegoshare.

“Os custos operacionais, a sustentabilidade e as futuras expansões do sistema serão financiados por receitas de publicidade e patrocínios, bem como pelas receitas do aluguer das bicicletas”, adiantou a autarquia. Todo o equipamento utilizado, como bicicletas, estações, docas e todo o software, é fornecido pela Bewegen Technologies, enquanto a Wegoshare irá gerir o dia-a-dia do sistema, assegurando os alugueres, apoio a clientes, manutenção e limpeza dos equipamentos.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Tags:
,
Sem Commentários

Postar comentário