Veículos Elétricos | Opel inicia comercialização do Ampera-e
18446
post-template-default,single,single-post,postid-18446,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

03 Mai Opel inicia comercialização do Ampera-e

A Opel está a lançar o novo Ampera-e primeiro nos países que já possuem infraestruturas desenvolvidas de recarregamento e que revelam ambições de se tornarem líderes no campo da mobilidade elétrica. Este veículo já está à venda na Noruega, aquele que é, atualmente, o maior mercado deste género de veículos na Europa. Seguir-se-ão, ainda este ano, a Alemanha, a Holanda e a Suíça.

Um dos principais argumentos reivindicados pela marca é a autonomia de 520 quilómetros (de acordo com a norma de testes NEDC) ou de 380 quilómetros, segundo a norma WLTP (ciclo curto), que produz resultados mais próximos da utilização em condições reais.

Apesar de medir 4,16 metros de comprimento, o Ampera-e oferece um habitáculo espaçoso onde podem viajar confortavelmente cinco pessoas. A bagageira tem capacidade de 381 litros, acima da média para veículos destas dimensões. O espaço generoso só é possível graças à integração bem conseguida dos dez módulos de baterias. O conjunto completo está instalado sob o piso do habitáculo e foi concebido para se ajustar aos contornos do veículo. Isto significa que todos os espaços estão aproveitados. A bateria, desenvolvida em colaboração com a LG Chem, consiste de 288 células e tem capacidade de 60 kWh.

O Opel Ampera-e vem equipado com um elétrico, que desenvolve uma potência maxima de 150 kW (204 cv) e um binário máximo de 360 Nm. A marca anuncia uma aceleração dos 0 aos 50 km/h em apenas 3,2 segundos. A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 150 km/h.

 

 

 

 

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Tags:
,
1Commentário
  • Carlos Simões
    Publicado a 23:02h, 07 Maio Responder

    Atenção que existem parágrafos duplicados… E também o binário é medido em Nm, de Newton metro. Dado Newton ser um nome próprio a letra N tem de ser maiúscula.

Postar comentário