Veículos Elétricos | Continental desenvolve carregamento por indução
18561
post-template-default,single,single-post,postid-18561,single-format-video,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-7.6.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

01 Jul Continental desenvolve carregamento por indução

A Continental está a desenvolver uma tecnologia de carregamento por indução, que será apresentado no Salão Automóvel de Frankfurt, no mês de setembro. A empresa tecnológica germânica refere que o sistema que está em desenvolvimento permite a transferência sem fios da energia de carregamento entre uma plataforma de carregamento no solo e outra localizada na parte inferior do veículo.

O condutor só tem de estacionar em cima da plataforma de carregamento, auxiliado por uma solução de micronavegação inovadora da Continental. Assim que o veículo se aproxima de uma área de estacionamento equipada com carregamento indutivo é executado automaticamente um diálogo de autenticação com a estação de carregamento. Um interface homem-máquina mostra ao condutor quando é que o veículo atingiu a posição correta de estacionamento e confirma que o carregamento começou.

“No presente, existem várias razões para que os condutores de veículos elétricos estejam relutantes em usar todas as oportunidades disponíveis para carregarem o seu veículo. Se estiver frio ou húmido no exterior, podem não ter vontade de sair e de se debaterem com um cabo de carregamento”, explica Thomas Röhrl, responsável da Continental pelo desenvolvimento deste sistema indutivo de carregamento

Particularmente nos casos em que os condutores apenas pretendem fazer uma paragem curta, este procedimento pode parecer demasiado complicado e podem preferir deixar passar a oportunidade. A Continental oferece esta solução de carregamento não apenas para veículos elétricos, mas também para bicicletas elétricas.

“Com este sistema de carregamento indutivo, os condutores podem tirar vantagem das oportunidades de recarregamento sempre que estas surgirem e sem qualquer incómodo”, prossegue Röhrl. “E um grande número de pequenas sessões de carregamento fornece a mesma energia do que uma sessão mais longa”. Dado que o carregamento indutivo não envolve praticamente nenhum esforço por parte dos condutores, a Continental espera que isto resulte numa melhoria do equilíbrio de energia e, consequentemente, também num aumento da autonomia do veículo.

Carregamento mais prático

Os condutores de veículos elétricos costumam comparar o carregamento da bateria do seu veículo a atestarem o depósito num veículo convencional. As duas diferenças que notam imediatamente são, em primeiro lugar, o facto de que carregar um veículo elétrico demora mais tempo do que atestar um depósito; em segundo, o facto de que, antes de iniciarem o carregamento, têm de ligar um cabo entre a estação de carregamento e o veículo. “Temos de tornar o carregamento mais prático e mais acessível”, diz Röhrl. “A tecnologia de carregamento indutivo será um grande passo para o conseguirmos”. Assim, a Continental desenvolveu uma solução abrangente de carregamento indutivo, capaz de carregar um veículo elétrico a uma potência que pode chegar aos 11 kW. Este sistema carrega o veículo automaticamente e de uma forma completamente segura assim que o carro estiver estacionado na posição correta sobre a plataforma no solo. Os componentes de carregamento indutivo colocados no veículo incluem uma plataforma recetora, eletrónica de potência, controladores e uma interface homem-máquina para ajudar no estacionamento. O sistema de posicionamento também foi desenvolvido pela Continental.

 

A tolerância de posicionamento de mais de 10 cm é ideal para garantir a melhor transferência de energia possível da plataforma no solo para o veículo. O progresso em curso no campo da tecnologia de condução semi-automatizada permitirá no futuro que o estacionamento seja feito sem qualquer ação por parte do condutor, tornando-se melhor e mais conveniente. A uma potência de 11 kW, cada minuto de carregamento proporciona aproximadamente um quilómetro de autonomia de condução. “Assim, no período de 20 minutos, que equivalem a uma ida às compras, a autonomia pode ser aumentada até 20 km,” diz Röhrl.

De acordo com Oliver Maiwald, Diretor de Tecnologia & Inovação na Divisão Powertrain da Continental: “A Continental usou o seu conhecimento cruzado entre divisões para desenvolver esta solução de carregamento indutivo, porque este tipo de tecnologia de carregamento exige competências muito abrangentes, mas também muito específicas. Afinal, abrange tudo, desde a comunicação sem fios entre o veículo e a estação de carregamento, tecnologia de micro-navegação sofisticada e uma interface homem-máquina que fornece um feedback visual ao condutor, à própria tecnologia de carregamento indutivo”.

Para além do seu trabalho de desenvolvimento na vertente técnica, a Continental está também a desempenhar um papel ativo nos esforços de uniformização. Como membro do projeto alemão ‘StiLLe’ (um projeto de uniformização para a interoperabilidade de carregamento indutivo / Standardisierung induktiver Ladesysteme über Leistungsklassen) a Continental está envolvida na elaboração de recomendações técnicas para a uniformização de sistemas de carregamento indutivo.

A tecnologia segura, compacta e robusta

Para além de conveniente, este sistema também é seguro. Assim que o processo de autenticação wireless tenha sido concluído com sucesso e que o veículo esteja corretamente estacionado, a plataforma de carregamento começa a transmitir energia. O aumento gradual da potência de saída total é concluído em poucos segundos. Se a função integrada de monitorização de lacunas detetar a intrusão de um objeto estranho sob o veículo, na zona entre a plataforma no solo e a plataforma no veículo, a transmissão de energia é imediatamente interrompida. A tecnologia de carregamento indutivo ocupa relativamente pouco espaço na garagem ou no parque de estacionamento em comparação com a tecnologia que usa cabos. A plataforma no solo, que é capaz de suportar uma carga que pode atingir os 500 kg, está localizada ou embutida no chão, tornando o sistema mais fácil de ser integrado em parques de estacionamento pequenos ou em boxes. Em parques de estacionamento públicos (em garagens de estacionamento ou centros comerciais), outra grande vantagem desta tecnologia de carregamento é o reduzido risco de vandalismo.

 

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page
Sem Commentários

Postar comentário