Orçamento de Estado já prevê incentivos para motos elétricas | Veículos Elétricos
19029
post-template-default,single,single-post,postid-19029,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Orçamento de Estado já prevê incentivos para motos elétricas

O Orçamento de Estado de 2018 prevê a atribuição de incentivos para aquisição de motos elétricas, que será na ordem dos 10 por cento do valor.

O Governo já tinha confirmado a continuidade do apoio de 2.250 euros para compra de veículos elétricos, através do Fundo Ambiental, e decidiu estender esse incentivo aos motociclos elétricos. De fora ficarão as bicicletas.

O processo deverá ser semelhante no que respeita à limitação do número de cheques concedidos. “Provavelmente vamos limitar”, afirmou José Mendes, secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, ao Jornal de Negócios, salientando, no entanto, que os valores das vendas de veículos elétricos de duas rodas matriculados são ainda “residuais”, razão pela qual acredita que sendo estipulado um limite de mil “não vai ser problema”.

A limitação da concessão dos apoios a veículos matriculados justifica-se pelo facto de”só nesses podermos ter controlo sobre o processo”, explica o governante. Relativamente às bicicletas eléctricas, que ficarão de fora, adiantaou que não só há muita oferta no mercado como são hoje utilizadas para lazer. “No futuro se verá”, afirmou.

O PAN apresentou uma proposta de alteração ao Orçamento para 2018, que foi aprovada na especialidade, para alargar a atribuição do incentivo concedido aos veículos elétricos “a motociclos de duas rodas e ciclomotores eléctricos que possuam homologação europeia e estejam sujeitos a atribuição de matrícula, com exclusão daqueles classificados como enduro, trial, ou com sidecar”.

 

No Comments

Post A Comment