MERCEDES-BENZ TERÁ MAIS DE 50 VEÍCULOS ELETRIFICADOS EM 2022 | Veículos Elétricos
20113
post-template-default,single,single-post,postid-20113,single-format-video,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

MERCEDES-BENZ TERÁ MAIS DE 50 VEÍCULOS ELETRIFICADOS EM 2022

A Daimler anunciou que irá eletrificar todo o portefólio da Mercedes-Benz, oferecendo aos clientes, no mínimo, uma alternativa eletrificada em todos os modelos da marca. O construtor pretende disponibilizar mais de 50 versões eletrificadas. Para atingir esse objetivo, a Mercedes-Benz irá continuar a apoiar o desenvolvimento de híbridos Plug-in e a introdução de sistemas de 48V. Mais de dez modelos dos mais de 50 veículos eletrificados serão totalmente elétricos e em todos os segmentos, desde a smart até aos grandes SUV.

Nos próximos anos, a Mercedes-Benz Cars irá investir dez mil milhões de euros no alargamento da sua frota elétrica e mais mil milhões de euros numa rede global de produção de baterias no âmbito da sua rede mundial de produção. Dessa forma é criada uma rede global de baterias, que atualmente compreende cinco fábricas de baterias em três continentes.

Enquanto o início da produção no ano de 2017 do fortwo Coupé e Cabriolet na fábrica da smart em Hambach, que representa a introdução da quarta geração deste modelo, o primeiro veículo da nova marca EQ será construído na fábrica da Mercedes-Benz de Bremen e sairá da linha de montagem em 2019. Trata-se do EQC, um SUV totalmente elétrico.

Pouco tempo depois, este SUV também começará a ser produzido na linha de montagem da BAAC, que é uma joint-venture entre a Daimler e o fabricante chinês BAIC. Os modelos da submarca EQ também serão construídos nas fábricas da Mercedes-Benz de Rastatt, Sindelfingen e Tuscaloosa (Estados Unidos). A gama de modelos será alargada, abrangendo veículos dos segmentos compacto, de gama alta, de luxo e SUV.

“Os nossos veículos elétricos serão produzidos em seis fábricas de três continentes”, afirma Markus Schäfer, membro da administração da Mercedes-Benz Cars e responsável pelas áreas da Produção e Cadeia de Abastecimento. “Iremos estar em todos os segmentos: desde o smart fortwo de dois lugares até aos grandes SUV. A bateria é o elemento-chave a eletromobilidade. Como as baterias são o coração dos nossos veículos elétricos, apostamos na sua produção nas nossas próprias fábricas. A nossa rede global de baterias dá-nos uma excelente posição. Como estamos próximos das nossas fábricas de automóveis conseguimos assegurar a otimização do fornecimento à produção. No caso de ocorrer uma elevada procura de curta duração numa outra parte do mundo, as nossas fábricas de baterias também estão preparadas para a exportação. A iniciativa elétrica da Mercedes-Benz Cars está no caminho certo. A nossa rede global está preparada a eletromobilidade. Estamos a eletrificar o futuro”, acrescenta o responsável.

Em 2018, a Daimler irá abrir uma segunda fábrica de baterias em Kammenz e intensificar as preparações para a produção em série do EQC na fábrica da Mercedes-Benz de Bremen. Em 2019, o EQC será o primeiro modelo da submarca EQ a sair da linha de montagem em Bremen e na BBAC, em Pequim.

No Comments

Post A Comment