Efacec investe 2,5 milhões de euros na mobilidade elétrica | Veículos Elétricos
19969
post-template-default,single,single-post,postid-19969,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Efacec investe 2,5 milhões de euros na mobilidade elétrica

No passado dia 5 de fevereiro, a Efacec inaugurou na Maia as novas instalações dedicadas à mobilidade elétrica. A empresa investiu 2,5 milhões de euros numa unidade fabril que aumentará a capacidade anual de produção para 3.800 carregadores rápidos, com possibilidade de expansão até nove mil unidades.

Com este investimento, a Efacec prevê criar mais 340 postos de trabalho associados às novas tecnologias e padrões de evolução da mobilidade, até 2025.

Atingir um crescimento do volume de negócios de dois a três dígitos anualmente nos próximos anos, chegando perto da barreira dos 100 milhões de euros, é o objetivo desta aposta estratégica.

A sessão de inauguração foi presidida pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e contou com a presença da acionista maioritária da Efacec, Isabel dos Santos, bem como convidados ligados à área da mobilidade elétrica, energia e I&D.

“A unidade industrial reforça a capacidade exportadora da Efacec para mercados exigentes e sofisticados, nomeadamente Estados Unidos da América e Europa”, esclarece a empresa, em comunicado.

“Atualmente, os carregadores para veículos elétricos desenvolvidos pela Efacec estão presentes em todo o mundo. Através da sua área de mobilidade Elétrica, a empresa produz uma gama completa de carregadores para veículos elétricos para os segmentos privado, público, rápido, ultrarrápido e wireless”, acrescenta.

A Efacec participa nos principais projetos de mobilidade elétrica a nível mundial, nomeadamente no consórcio europeu de fabricantes de automóveis, que vai instalar 400 estações de carga de grande potência nas principais autoestradas da Europa e num projeto idêntico nos Estados Unidos, que prevê um investimento de dois mil milhões de dólares nos próximos dez anos em infraestruturas de carregamento.

Para Mário Leite da Silva, presidente do Conselho de Administração da Efacec, esta nova unidade industrial “é a materialização de um trajeto vencedor, iniciado pela empresa no final de 2008, que motivou a Efacec a ser capaz de pensar mais além, de ter ambição e de apostar no I&D para conceber produtos e soluções inovadores que, a partir de Portugal, chegam aos mais distantes mercados externos. Este é um contributo significativo para a dinamização e diversificação da economia nacional, para as exportações e para a criação de postos de trabalho”.

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, aponta a inauguração da nova infraestrutura como “um marco para a história presente e futura da empresa. A Efacec é, desde sempre, sinónimo de excelência, de competência e uma chancela da qualidade da engenharia e da indústria. Esta nova unidade industrial reflete esses valores e espelha a ambição e a capacidade de entrega da empresa a nível global”.

Com mais de 2.300 colaboradores, 2.000 dos quais só em Portugal, a Efacec tem dois polos industriais em território luso: o polo da Arroteia, em Matosinhos, onde se situa a sede da empresa, e estão localizadas as unidades dedicadas aos produtos de energia, e o polo da Maia, onde são produzidos todos os produtos e serviços ligados às áreas da mobilidade elétrica, automação, transportes e ambiente. A Efacec tem ainda outro polo de serviços no Lagoas Park, em Oeiras, onde está localizada a unidade de energia.

 

 

No Comments

Post A Comment