MotoGP lança campeonato de motas elétricas em 2019 | Veículos Elétricos
20123
post-template-default,single,single-post,postid-20123,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

MotoGP lança campeonato de motas elétricas em 2019

FIM MotoE World Cup é o nome do campeonato de motas elétricas que vai decorrer a partir de 2019 e decorrerá em simultâneo com o Grande Prémio (GP) de motociclismo.

“A nova competição será disputada durante os finais de semana dos GPs, garantindo assim a máxima visibilidade para a recém-criada categoria”, afirmou Carmelo Ezpeleta, proprietário da Dorna Sports, empresa que promove a MotoGP.

Em 2019, serão disputadas cinco provas em circuitos europeus que participam do calendário do MotoGP.

O veículo utilizado na competição, será o mesmo para todos os participantes e será construído pela marca italiana Energica, com pneus Michelin. A potência será de 147 cavalos, com aceleração de zero a 100 km/h em três segundos e podendo alcançar os 250 km/h.

“Gostei muito, é uma sensação incrível. Foi possível escutar o ruído do joelho ao tocar na pista”, explicou o tricampeão de motociclismo Loris Capirossi, atual piloto de testes da moto elétrica.

Na primeira edição, vão participar 18 motas, sendo 14 delas divididas entre os sete times do MotoGP e quatro sorteadas entre equipas da Moto2 e Moto3.

O motociclismo segue os passos da Fórmula E, campeonato mundial de carros elétricos lançado em 2014 e que tem sucesso crescente entre os construtores.

No Comments

Post A Comment