Hyundai testa veículos BEV e FCEV a -35 ºC | Veículos Elétricos
20588
post-template-default,single,single-post,postid-20588,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Hyundai testa veículos BEV e FCEV a -35 ºC

A Hyundai testou na Suécia, na sua pista de testes localizada a uma hora Circulo Ártico, com -35 ºC, os modelos Hyundai Nexo (FCEV) e KAUAI Electric.

De acordo com a marca de automóveis, “as gerações anteriores de FCEV enfrentavam dificuldades técnicas significativas para funcionar com temperaturas entre -10 e -20 °C. Para ultrapassar este desafio técnico, os engenheiros da Hyundai projetaram um componente novo para aquecer as fuel cells do NEXO em condições abaixo de zero. Graças a esta estratégia inteligente de gestão térmica, o Hyundai NEXO pode ser ligado a -30 °C, e apresenta-se ao mesmo nível de todos os outros veículos com motores de combustão interna”. A Hyundai esclarece ainda que “outro dos desafios técnicos tipicamente encontrados nos FCEV é a formação de gelo no armazenamento das fuel cells depois de o veículo ser desligado, uma vez que a água é a única emissão resultante deste tipo de motorização. A Hyundai utiliza agora um sistema de ventilação instalado no armazenamento das fuel cells e, enquanto está desligado, o NEXO remove toda a água antes desta congelar”.

Os testes de inverno num veículo elétrico visam obter uma utilização o mais eficiente possível da eletricidade. “De forma a maximizar a sua autonomia, o KAUAI Electric inclui soluções de engenharia inteligentes para minimizar a eletricidade utilizada em aquecimento, ventilação e ar condicionado (AVAC). As tecnologias AVAC realçadas no KAUAI Electric incluem uma bomba de calor altamente eficiente, um controlo inteligente da entrada de ar, ventilação individual (apenas para o condutor) e um sistema de ventilação de pré-condicionamento”.

O KAUAI Electric está preparado para que o sistema da bomba de calor aproveite o calor emitido pelos componentes elétricos e recicla-o para amentar a eficiência dos sistemas de aquecimento e ventilação. Ao minimizar o consumo de eletricidade pela bateria, a bomba de calor contribui para a utilização total da autonomia do carro no inverno. O modelo tem ainda um sistema de controlo da entrada de ar que recicla o ar aquecido, ao controlar a quantidade de ar que entra e sai do veículo. Ao controlar melhor o fluxo de ar dentro do veículo, o sistema AVAC aquece o habitáculo de forma mais eficiente, minimizando assim o número de vezes que o aquecimento é utilizado durante a condução no inverno. Quando o condutor viaja sozinho, o carro ativa apenas a ventilação deste lado e é possível ainda pré-aquecer (ou pré-arrefecer) o veículo enquanto carrega, de forma a que utilizar energia da rede e ter o carro quente (ou frio) quando iniciar viagem.

O modelo NEXO, o primeiro SUV da Hyundai a hidrogénio, tem uma autonomia de 800 quilómetros com apenas um carregamento. O KAUAI é 100% elétrico e e apresenta uma autonomia até 312 quilómetros.

No Comments

Post A Comment