Volkswagen e Audi testam estacionamento autónomo | Veículos Elétricos
20596
post-template-default,single,single-post,postid-20596,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Volkswagen e Audi testam estacionamento autónomo

As marcas de automóveis Audi e Volkswagen estão a testar no aeroporto de Hamburgo, na Alemanha, um estacionamento autónomo. O objetivo é ter o serviço disponível a partir de 2020 para os veículos do grupo produzidos em série com sistema de estacionamento autónomo.

“O projeto piloto de estacionamento autónomo no aeroporto de Hamburgo faz parte da parceria estratégica de mobilidade entre o Grupo Volkswagen e a cidade de Hamburgo. O objetivo comum é expandir Hamburgo como uma cidade modelo para a mobilidade urbana do futuro”, explica Johann Jungwirth, diretor do departamento Digital do Grupo Volkswagen.

Na fase de teste, os utilizadores podem reservar um espaço de estacionamento no aeroporto de Hamburgo através de uma aplicação e, sem seguida, deixar o veículo na entrada do estacionamento. O processo seguinte é totalmente automático, ou seja, o veículo procura um espaço de estacionamento com base num mapa do local. O veículo está preparado para encontrar um posto de carregamento elétrico, se necessitar.

De acordo com comunicado da Volkswagen, “a orientação é fornecida aos veículos por marcadores pictóricos instalados no parque de estacionamento, uma abordagem que pode ser usada em praticamente qualquer estacionamento”.

O serviço vai ainda permitir que, enquanto o proprietário do veículo estiver ausente, as encomendas que aguarda sejam entregues no porta-bagagens do carro, bem como o serviço de lavandaria poderá realizar entregas das roupas diretamente no veículo. Ao regressar, o proprietário envia uma mensagem através da app e o veículo conduzir-se-á para a saída do parque. O pagamento pode ser realizado através da aplicação ou nas máquinas de pagamento disponíveis no local.

“Essa integração de serviços focados no utilizador, combinada com uma tecnologia inovadora, está a apontar o caminho para o futuro da mobilidade. A cooperação neste projeto é igualmente de definição de tendências. Porque uma coisa é certa: só podemos moldar a mobilidade do futuro em conjunto, com o cliente no centro de tudo o que fazemos, e com parceiros fortes, como a cidade de Hamburgo e o aeroporto de Hamburgo”.

A segurança é uma prioridade neste projeto e, por isso, numa primeira fase haverá andares do parque de estacionamento dedicados ao estacionamento autónomo. Seguindo-se a operação em tráfego misto, ou seja, veículos estacionados e movimentados de forma autónoma no mesmo espaço onde circulam carros com condutores. Segundo comunicado, “os veículos com a função de estacionamento autónomo serão todos equipados com um sistema de reconhecimento de ambientes ativos. Como tal, serão capazes de reconhecer objetos e reagir de acordo, seja contornando-os, travando ou imobilizando-se completamente. Para isso, os veículos são equipados com um conjunto de sensores, incluindo, por exemplo, ultrassons, radares e câmaras. Os dados são processados numa unidade de controlo central localizada no veículo”.

Johann Jungwirth concluiu que “o nosso objetivo é criar veículos autónomos que facilitem a mobilidade para todos, e que possibilitem às pessoas mais tempo e qualidade de vida, além de melhorar muito a segurança nas estradas. O estacionamento autónomo é um marco no caminho para atingir essa meta”.

No Comments

Post A Comment