Volvo XC 90 T8 híbrido: performance no asfalto e em terra batida | Veículos Elétricos
20661
post-template-default,single,single-post,postid-20661,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Volvo XC 90 T8 híbrido: performance no asfalto e em terra batida

Andámos na estrada e fora dela e ainda explorámos a cidade. Tudo com muito conforto, performance e com baixas emissões de CO2, ou mesmo nenhuma devido ao motor elétrico que permite uma condução 100% livre de emissões. O Volvo XC T8 híbrido plug-in é um gigante que conquista em vários aspetos.

Concebido para ser luxuoso, à primeira vista o Volvo XC90 T8 híbrido plug-in seria o carro ideal para percorrer vários quilómetros de auto-estrada, aproveitando o conforto dos bancos de pele, o som surround emitido pelo sistema de som Bowers & Wilkins e todo o sistema de apoio à condução, tornando-a semi-automática. E revela-se ser mesmo ideal, mesmo fora do asfalto o gigante com quase cinco metros de comprimento dá uma boa resposta no modo off-road, rasgando os terrenos de terra batida sem dificuldade.

Neste carro alia-se adrenalina a serenidade, emoção e racionalidade. Pelas duas primeiras, pisamos acelerador e obtemos uma resposta rápida de 5,6 segundos ao 100 quilómetros/hora, no mesmo ritmo o nosso coração acelera. Os consumos é que ficam menos aliciantes chegando facilmente a gastos instantâneos de 10,6 litros aos 100 quilómetros/hora.

A serenidade e a racionalidade instalam-se sobretudo na cidade em que o veículo, apesar de grande, permite uma deslocação ágil e de fácil estacionamento, muito graças à câmara 360º com deteção de movimento e obstáculos e também pelos baixos consumos, sobretudo quando é possível conduzir apenas em modo elétrico.

A autonomia em modo puramente elétrico é de 35 quilómetros e podiam ser muitos mais, porque surpreende como é leve e suave a condução deste gigante com um motor T8 AWD Plug-in.

O carregamento é realizado de forma rápida, mas a regeneração com a travagem, por exemplo, é inferior à de um veículo 100% elétrico, contudo é possível escolher um modo em que as baterias estão apenas a carregar com o movimento das rodas, enquanto o veículo continua a circular com o motor a combustão.

Com os 320 cavalos de potência, foram percorridos 278,2 quilómetros testando os diferentes modos do veículo: AWD, off-road, híbrido. Os consumos alcançados poderão não ser exagerados, se tivermos em conta a força deste gigante de sete lugares. No fim do percurso, os gráficos do veículo mostravam um consumo médio de 8,7 l/100 km e de 20 kWh/100 km.

Segurança e tecnologia

Elegância e luxo são duas palavras que bem descrevem este modelo da Volvo, que custa mais de 100 mil euros (o veículo ensaiado) e paga classe dois nas portagens. Além das características descritas no início deste texto, há ainda a juntar a segurança, muito valorizada pela marca sueca, e a tecnologia.

Começando pela primeira, é de destacar o Pilot Assist de série, um auxílio na condução e os primeiros passos da Volvo na condução autónoma. Correção do volante, travagem ao aproximar de um obstáculo, avisos sonoros, câmara frontal são algumas das características que auxiliam na condução tornando-a mais segura.

Na condução off-road, mais desportiva, a performance em asfalto mantém-se no campo. O XC 90 não desilude em terra batida, a segurança também está presente. Os cintos ajustam-se ao corpo dos passageiros automaticamente – o veículo tem capacidade de perceber as alterações do terreno ou da condução – para evitar problemas na coluna. A funcionalidade de absorção de energia entre o assento e a estrutura do assento amortece as forças verticais que podem surgir quando o carro encontra um terreno mais irregular.

No que concerne à tecnologia, que é muita, vamos destacar o OnCall, uma funcionalidade que permite que aos condutores do veículo comunicarem com o mesmo através do seu smartphone, conseguindo deste modo trancar e destrancar o carro, verificar níveis de óleo, pré-aquecer ou arrefecer e verificar quilómetros, por exemplo.

Dentro do XC 90

A escolha dos modos de condução, a opção de massajar as costas, informações sobre consumos e sobre o estado do veículo de um modo geral estão disponíveis no ecrã generoso centrado a meio do tablier, de fácil acesso quer ao condutor, quer ao passageiro da frente.

Muita desta informação está também disponível no visor do condutor, podendo ser controlada pelos botões do volante. É ainda possível visualizar, projetado no pára-brisas frontal, indicações como velocidade, assistente de viagem com avisos de obstáculos perto e mapa de navegação.

No Comments

Post A Comment