Toyota aumenta em dez vezes a produção de sistemas a pilha de combustível | Veículos Elétricos
20851
post-template-default,single,single-post,postid-20851,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Toyota aumenta em dez vezes a produção de sistemas a pilha de combustível

A Toyota vai aumentar em dez vezes a atual produção de sistemas a pilha de combustível para veículos movidos a hidrogénio (Fuel Cell Electric Vehicles – FCEV). Atualmente, a marca japonesa produz três mil veículos a pilha de combustível e acredita que as vendas vão aumentar de forma significativa depois de 2020 para, pelo menos, 30 mil unidades por ano.

De forma a preparar-se para este aumento, a marca apresentou os seus planos para duas fábricas no Japão. Um novo edifício dedicado à produção em série de pilhas de combustível, junto a uma das fábricas existentes de produção de veículos Toyota e uma nova linha de produção de tanques de hidrogénio de alta pressão, numa fábrica já existente.

Com estas novas instalações, está previsto reduzir de forma significativa as emissões de CO2 durante o processo de fabrico. Esta é uma das iniciativas do ambicioso Desafio Ambiental Toyota 2050 (Toyota Environmental Challenge 2050), lançado em outubro de 2015 e que visa reduzir, tanto quanto possível, o impacto negativo no fabrico de veículos. A linha de produção dedicada está já a arrancar e o exterior do edifício de oito andares está já terminado, faltando terminar o interior.

A Toyota construiu o primeiro veículo FCEV em dezembro de 2014 e a produção tem aumentado a produção, passando de 700 unidades em 2015 para três mil em 2017. No que concerne a veículos comerciais, a Toyota deu início à venda de autocarros a pilha de

combustível com o governo metropolitano de Tóquio em fevereiro de 2017, tendo vendido a versão final do autocarro chamado SORA em 2018. A Toyota prevê vender pelo menos 100 autocarros antes dos jogos olímpicos e paralímpicos de Tóquio em 2020.

1 Comment
  • Guilherme Cesar França
    Posted at 12:20h, 20 Julho Responder

    Uma tecnologia se torna popular quando os usuários entendem muito bem seu funcionamento, sistemas de segurança, comparativos financeiros, etc.
    Acho importante a divulgação de esquemáticos de funcionamento, estrutura construtiva, comparativos com sistemas tradicionais ICE, detalhamento dos sistemas de segurança veicular (referentes ao combustível).
    Massificar estas informações nos levará a compreensão dos veículos limpos e auxiliará na mudança dos paradigmas.

Post A Comment