Hyundai Kauai Electric chega a Portugal no último trimestre | Veículos Elétricos
21309
post-template-default,single,single-post,postid-21309,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Hyundai Kauai Electric chega a Portugal no último trimestre

A Hyundai vai introduzir no mercado nacional a versão elétrica do seu SUV compacto Kauai no final do verão, mas os preços ainda não foram anunciados. Exteriormente diferencia-se da variante de combustão através do design específico que inclui uma grelha dianteira fechada, jantes e para-choques aerodinâmicos. Outro elemento caraterístico consiste nos grupos óticos com luzes de circulação diurnas LED posicionadas acima dos faróis também LED. O tejadilho de duas cores, assim como a possibilidade de opção entre sete cores distintas de exterior permite ao proprietário afirmar o seu estilo pessoal.

Ao contrário de alguns concorrentes, o Kauai Electric será proposto com duas opções diferentes de motorização e de bateria. A versão com maior capacidade – 64 kWh – garante uma autonomia de 470 quilómetros no novo ciclo WLTP e o seu motor elétrico desenvolve uma potência máxima de 150 kW (204 cv). A aceleração anunciada dos 0 aos 100 km/h é de 7,6 segundos e o consumo de 14,3 kWh/100 km. A segunda alternativa disponibiliza uma bateria com uma capacidade de 39,2 kWh e uma motorização de 100 kW (136 cv), que, não obstante, possibilita uma autonomia de 321 quilómetros no ciclo WLTP. O consumo anunciado é de 13,9 kWh/100 km.

Segundo a Hyundai Portugal, qualquer uma das versões do Kauai Electric tem um binário imediato de 395 Nm e disponibiliza imediatamente a potência até atingir uma velocidade máxima de 167 km/h na versão de 150 kW e de 155 km/h na de 100 kW.

O habitáculo recebe uma nova consola central, que reúne todos os botões para tornar o veículo mais fácil de operar intuitivamente, graças ao seletor de mudanças “shift-by-wire”. Este último permite operar o veículo de forma tão simples como pressionar diferentes botões para alternar os modos de condução. Também elimina o espaço normalmente necessário para criar as ligações mecânicas habituais entre a transmissão e a alavanca, permitindo arrumação adicional nos lugares da frente do veículo.

O novo painel de instrumentos “supervision cluster”, de sete polegadas e alta resolução, mostra os mais diversos medidores, como o indicador de velocidade, indicador de nível de bateria, fluxo de energia e modo de condução. Dependendo do modo de condução selecionado, a cor de fundo e os medidores são adaptados, de modo a oferecer sempre a informação mais útil e importante. Além disso, o head-up display (HUD) projeta a informação mais relevante relacionada com a condução diretamente para a linha de visão do condutor. Isto permite um processamento mais rápido da informação, sem que o condutor deixe de prestar atenção à estrada.

Este SUV compacto e totalmente elétrico da Hyundai também inclui travão de mão elétrico (EPB), ao alcance da ponta dos dedos do condutor. Carregar a bateria de Polímero de iões de lítio até 80% demora apenas 54 minutos, utilizando um carregador rápido de corrente direta (DC) de 100 kW. Com o carregador de bordo, de 7,2 kW, carregar o veículo com corrente alternada (AC) demora 9 horas e 35 minutos para o a versão de maior autonomia e 6 horas e 10 minutos para a versão standard. Os condutores podem ainda carregar o seu automóvel numa tomada elétrica doméstica compatível, utilizando o cabo ICCB (cabo adaptador). A porta de carga está localizada na frente do veículo, ao lado do logotipo da Hyundai.

No que se refere aos equipamentos de segurança e apoio à condução, o Kauai Electric recebe o sistema SmartSense, que compreende o “Cruise Control” Inteligente com Stop&Go, Travagem Autónoma de Emergência (FCA) com deteção de peões, Sistema de Manutenção à Faixa de Rodagem (de série), Sistema de Acompanhamento de Faixa de Rodagem, Radar de Ângulo Morto, incluindo Alerta de Tráfego na Retaguarda do Veículo, Alerta de Fadiga do Condutor e Sistema de Informação da Velocidade Máxima.

No Comments

Post A Comment