Primeiras entregas do Mercedes-Benz GLC F-Cell na Alemanha | Veículos Elétricos
22194
post-template-default,single,single-post,postid-22194,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Primeiras entregas do Mercedes-Benz GLC F-Cell na Alemanha

A Mercedes-Benz iniciou as entregas na Alemanha do GLC F-Cell, o seu primeiro SUV híbrido equipado com um sistema plug-in e uma célula de combustível. As primeiras unidades tiveram como destino algumas organizações governamentais e regionais alemãs, como ministérios, a Organização Nacional do Hidrogénio (NOW), a empresa de equipamentos e energia H2 Mobility e o operador ferroviário alemão Deutsche Bahn. Ainda este ano, a marca alemã irá continuar a fornecer mais unidades a empresas como a Air Liquide, a Shell, a Linde e também às cidades de Hamburgo e Estugarda. O Mercedes-Benz GLC Fuel-Cell estará disponível para outras empresas e clientes particulares a partir da primavera de 2019, que será proposto em solução de renting pela Mercedes-Benz Rent. 

O Mercedes-Benz GLC Fuel-Cell combina um sistema híbrido plug-in e uma célula de combustível. O veículo pode circular utilizando apenas a energia armazenada na bateria de iões de lítio com uma capacidade de 9,3 kWh, que oferece uma autonomia de até 51 quilómetros. Este SUV dispõe ainda de dois depósitos em fibra de carbono no piso do veículo que têm uma capacidade de 4,4 kg de hidrogénio. Para um consumo de cerca de um quilo de hidrogénio por cada cem quilómetros é possível percorrer cerca de 430 quilómetros entre reabastecimentos. A autonomia também é influenciada pelos modo de condução selecionado: Eco, Comfort e Sport. A operação de enchimento dos depósitos de hidrogénio demora cerca de três minutos. O motor elétrico desenvolve uma potência de 155 kW.

O GLC Fuel-Cell disponibiliza quatro modos de operação ao utilizador: Hybrid (o veículo vai buscar energia à bateria e à célula de combustìvel); F-Cell (o fornecimento de energia é assegurado exclusivamente pela célula de combustível, sendo esta uma opção preferencial para auto-estrada ou longas distâncias); Battery (o veículo utiliza apenas energia da bateria e esta solução é ideal para distâncias curtas); Charge (prioridade ao carregamento da bateria para uma autonomia máxima antes do reabastecimento com hidrogénio).

No Comments

Post A Comment