Renovado BMW Série 7 com três versões híbridas plug-in | Veículos Elétricos
22510
post-template-default,single,single-post,postid-22510,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

Renovado BMW Série 7 com três versões híbridas plug-in

A BMW renovou o seu porta-estandarte – Série 7 – que vai oferecer três versões híbridas plug-in que oferecem uma autonomia em modo elétrico entre 54 e 58 quilómetros. O lançamento está previsto já para a primavera de 2019.

Exteriormente, o novo BMW Série 7 distingue-se por uma frente imponente, dominada por enorme grelha dianteira com o tradicional formato de rim duplo, ladeada por um conjunto de faróis LED adaptativos. A traseira inclui novos grupos óticos, unidos por uma nova faixa de luz horizontal e farolins mais estreitos.

O habitáculo recebeu novos acabamentos para reforçar o requinte e conforto do seu topo de gama, que inclui um novo volante em pele com painéis de controlo otimizados para os sistemas de assistência à condução, novos revestimentos no tabliê. As janelas laterais, em vidro laminado, passam a ter 5,1 mm de espessura (de série ou opcional, dependendo da versão) para melhor isolar acusticamente o interior. O sistema BMW Live Cockpit Professional integra a dotação de série, enquanto o sistema de audio surround da Bowers & Wilkins Diamond 3D integra a lista de opcionais. Os ocupantes dos lugares traseiros têm ao seu dispor um sistema de entretenimento com dois ecrãs táteis de dez polegadas, com um leitor Blu-Ray.   

A oferta híbrida plug-in do BMW Série 7 assentará em três modelos: BMW 745e, a nova versão longa BMW 745Le e o também novo BMW 745Le xDrive, com maior distância entre-eixos e sistema de tração integral. Estes veículos recebem um sistema híbrido plug-in que inclui um motor a gasolina de seis cilindros em linha com 286 cv, um motor elétrico com 113 cv e uma bateria de iões de lítio com uma capacidade de 12,0 kWh, que oferece uma autonomia em modo elétrico entre 50 e 58 quilómetros.

A nova cadeia cinemática permite ao BMW 745e acelerar dos 0 aos 100 km/h em 5,2 segundos, enquanto o novo BMW 745Le demora…5,3 segundos. Por sua vez, o BMW 745 Le xDrive necessita de 5,1 segundos para cumprir os 0 aos 100 km/h. A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 250 km/h nestes três veículos. Em modo híbrido também podem circular a uma velocidade máxima até 110 km/h, mais 20 km/h do que no modelo atual. Em modo elétrico, a potência do motor elétrico é suficiente para alcançar uma velocidade de 140 km/h. No que se refere à autonomia em modo elétrico, o BMW 745e permite percorrer entre 54 e 58 quilómetros, enquanto na versão longa BMW 745Le essa distância se situa entre os 52 e os 55 quilómetros. O novo BMW 745Le xDrive, por sua vez, oferece entre 50 a 54 quilómetros de condução em emissões zero. O consumo médio de combustível anunciado é de 2,1 l/100 km e 15,1 kWh/100 km no BMW 745e, 2,2 l/100 e 15,6 kWh/100 km no BMW 745 Le e de 2,3 l/100 km e 15,8 kWh/100 km no BMW 745 Le xDrive.

O motor elétrico destes modelos híbridos plug-in está associado a uma transmissão Steptronic de oito velocidades, que funciona como um gerador durante a desaceleração e a travagem, alimentando a bateria de alta voltagem para fornecer energia à rede de bordo. Além disso, também pode ser utilizada para fazer funcionar o sistema auxiliar de ar condicionado. A bateria está localizada por baixo dos bancos traseiros.

No Comments

Post A Comment