Frota dos SMTUC reforçada com dez e-buses | Veículos Elétricos
23260
post-template-default,single,single-post,postid-23260,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Frota dos SMTUC reforçada com dez e-buses

A frota dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) foi reforçada com dez autocarros elétricos, que representaram um investimento de cerca de quatro milhões de euros. Cerca de 53 por cento do total foi financiado pelo município de Coimbra e o restante pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR). Os novos veículos foram apresentados numa cerimónia, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, e o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Matos Fernandes.

Dos dez autocarros novos, oito têm 12 metros de comprimento e foram fornecidos pela BYD. O chassis é totalmente rebaixado e a bateria é de lítio / fosfato de ferro, com uma tensão de 512V e uma capacidade de 348kWh. A lotação total será superior a 80 pessoas. Os outros dois são miniautocarros Karsan Jest Electric que estão preparados para poderem percorrer a Linha do Centro Histórico, têm seis metros de comprimento, um motor elétrico BMW com 125KW de potência e uma capacidade das baterias de 66kWh. A lotação total será de 19 pessoas.

Os dez novos autocarros elétricos vão permitir o relançamento da Ecovia – um serviço de ligação por autocarros de pontos estratégicos e de grande afluência da cidade a parques de estacionamento periféricos -, criando novas condições de mobilidade para o centro da cidade. “Estes autocarros são, portanto, uma parte da resposta que o Município de Coimbra está a dar à nova consciência urbana, às novas exigências cívicas e ambientais dos munícipes que aqui vivem e trabalham”, afirmou Manuel Machado. O autarca defende que o serviço Ecovia “vai tirar carros da cidade e tornar a vida – quer de quem entra, quer de quem cá mora – melhor, mais saudável, mais económica e com maior capacidade de circular a pé ou nos transportes”, sobretudo quando se tratam de “veículos mais eficientes e que utilizam fontes de energia com melhor desempenho ambiental – como é o caso destes autocarros que hoje apresentamos”.

Por sua vez, o ministro do Ambiente e da Transição Energética felicitou a Câmara Municipal de Coimbra por esta aposta na mobilidade sem emissões carbónicas. “Em 2050, teremos toda a mobilidade terrestre movida a eletricidade ou a hidrogénio. A meta é a de chegar a 2030 com um terço da mobilidade de passageiros elétrica e estes investimentos são muitos importantes para que isso se consiga”, referiu.

Será de referir que nos últimos cinco anos, a Câmara Municipal de Coimbra investiu nove milhões de euros na renovação da frota dos SMTUC, tendo adquirido cerca de 40 autocarros. 

No Comments

Post A Comment