Ford vai utilizar plataforma MEB da Volkswagen | Veículos Elétricos
23347
post-template-default,single,single-post,postid-23347,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Ford vai utilizar plataforma MEB da Volkswagen

A Volkswagen e a Ford vão alargar a sua colaboração global da ao nível eletrificação, condução autónoma para melhorar o serviço ao cliente. No âmbito desta cooperação, a marca norte-americana vai utilizar a plataforma MEB (Modular Electric Toolkit) para veículos elétricos para desenvolver e fabricar um veículo elétrico de grande volume na Europa para clientes europeus, a partir de 2023.

As previsões da Ford apontam para a produção de mais de 600 mil veículos na Europa com base na plataforma MEB, estando ainda a ser discutida a possibilidade de fabrico de um segundo modelo novo da Ford para os clientes europeus. Este acordo insere-se na estratégia da Ford para a Europa que também prevê a utilização dos seus próprios recursos, designadamente em veículos comerciais e crossovers, assim como a importação de modelos icónicos como o Mustang ou o Explorer.

A Volkswagen começou a desenvolver a sua plataforma MEB em 2016, que resultou de um investimento de aproximadamente sete mil milhões de dólares. O construtor alemão planeia utilizar esta plataforma para produzir cerca de 15 milhões de automóveis para as marcas do Grupo Volkswagen na próxima década.

Para a Ford, o recurso à plataforma MEB da Volkswagen faz parte do seu investimento superior a 11,5 mil milhões de dólares em veículos elétricos em todo o mundo e apoia o compromisso da marca em oferecer aos seus clientes europeus uma ampla gama de veículos elétricos, além de respeitar as suas promessas em termos de sustentabilidade.

“Olhando para a frente, ainda mais clientes e o ambiente irão beneficiar da arquitetura líder da Volkswagen para veículos elétricos”, comenta Herbert Diess, CEO da Volkswagen. “A nossa aliança global começa a demonstrar um potencial ainda maior e continuamos a procurar outras áreas onde poderemos colaborar”, adiantando que a maior economia de escala da plataforma MEB reduz os custos para veículos emissões zero, possibilitando uma adoção global mais ampla e rápida de veículos elétricos. “Isto melhora as posições de ambas as companhias através de uma maior eficiência de capital, maior crescimento e melhor competitividade”, sublinha Herbert Diess.

Por outro lado, o acordo contempla o investimento de 2,6 mil milhões de dólares por parte da Volkswagen na Argo AI, empresa que desenvolveu uma plataforma de condução autónoma. Os dois construtores terão uma participação igual na Argo AI e irão integrar o sistema de condução autónoma nos seus modelos, obtendo significativas economias de escala. 

No Comments

Post A Comment