Frota eletrificada da Toyota para Jogos Olímpicos de Tóquio | Veículos Elétricos
23614
post-template-default,single,single-post,postid-23614,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Frota eletrificada da Toyota para Jogos Olímpicos de Tóquio

Cerca de 90 por cento dos veículos oficiais da Toyota utilizados nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 serão eletrificados, incluindo versões exclusivas de determinados modelos, bem como viaturas desenvolvidas para apoiar o Comité Organizador. Com a gama eletrificada, a marca japonesa – parceira mundial dos Jogos Olímpicos de Paralímpicos – pretende atingir o nível mais baixo de emissões de qualquer frota de veículos oficiais alguma vez utilizada em Jogos Olímpicos e Paralímpicos, ajudando também a reduzir o impacto ambiental dos Jogos.

A marca japonesa irá fornecer um total de cerca de 3.700 veículos para Tóquio 2020. Os veículos eletrificados incluem Veículos Híbridos (Hybrid Electric Vehicles – HEV), Veículos a Pilha de Combustível (Fuel Cell Electric Vehicles – FCEV), como o MIRAI movido a hidrogénio, Veículos Híbridos Plug-in (Plug-in Hybrid Electric Vehicles – PHEV), como o Prius PHV (conhecido como Prius Prime em alguns mercados), e Veículos 100% elétricos (Battery Electric Vehicles – BEV), incluindo o “APM” (Accessibles People Mover) e o e-Palette na versão Tokyo 2020, bem como o Toyota Concept-i, que foram desenvolvidos especificamente para ou como uma versão exclusivamente desenvolvida para utilização nos Jogos. Entre os veículos elétricos fornecidos, a Toyota incluirá aproximadamente 500 FCEV e aproximadamente 850 BEV.

Para além dos aproximadamente 3.700 veículos para Tóquio 2020, a maioria dos veículos (2.700), serão utilizados principalmente para apoio no transporte entre os locais e vários recintos. Alguns serão veículos já em comercialização, como o Mirai. Cálculos preliminares sugerem que o CO2 emitido pela frota já em comercialização para Tóquio 2020 será em média menor que 80 g/km, resultando numa redução de aproximadamente metade das emissões quando comparada com uma frota de dimensão similar de veículos convencionais a gasolina ou diesel. Além disso, outras reduções são previstas durante os Jogos, quando combinadas com a outra mobilidade avançada da Toyota, incluindo as versões exclusivas de veículos ou veículos projetados especificamente para uso nos Jogos. Como tal, a Toyota pretende alcançar o nível mais baixo de emissões de qualquer frota oficial alguma vez usada nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. 

Entre as novidades destaque para o e-Palette Tokyo 2020, o primeiro veículo elétrico a bateria da Toyota desenvolvido especificamente para Autono-MaaS. Esta viatura destina-se a apoiar as necessidades de transporte de funcionários e atletas, com uma dúzia ou mais a circular num circuito contínuo dentro da Vila Olímpica e Paralímpica. Com o piso baixo, movimento elétrico e parando com grande precisão em cada paragem, deixando pouco ou nenhum espaço entre o passeio e o veículo, o e-Palette tornará a viagem mais fácil para os passageiros em cadeira de rodas e irá apoiar o transporte de curta distância.

O veículo está previsto circular com condução autónoma (até o nível SAE 4). Além de ter um operador a bordo de cada veículo para monitorar a condução autónoma, a Toyota irá também apresentar um sistema de controlo digital para monitorar as condições gerais de operação do veículo.

Outra estreia será o Toyota Concept-i (versão Tóquio 2020), que se distingue pelo seu design exterior único, designado “high-tech one-motion silhouette”, que permitirá trazer ainda mais emoção e atenção aos Jogos através da inclusão do veículo no transporte da tocha olímpica, bem como, veículo líder na maratona.

Além dos veículos fornecidos para os Jogos, as vias públicas em torno de Toyota City o show “MEGAWEB” na área de Tóquio Odaiba / Toyosu está previsto o uso para testes de condução de veículos com avançada tecnologia, que irá incluir o Toyota Concept-i, com condução autónoma (SAE Nível 4 *3) e outras funcionalidade, incluindo “Conversa a bordo”, que usa inteligência artificial para entender os passageiros, ajudando a experimentar novas formas de mobilidade, no caminho para o futuro de veículos que são companheiros e que a marca chama “beloved cars”.

A Toyota também irá disponibilizar cerca de 200 unidades do APM para apoiar os participantes com necessidades especiais de mobilidade a viajar dentro dos locais do evento Tóquio 2020, como o Estádio Olímpico e o parque de ténis de Ariake, bem como, atividades de mobilidade e socorro “de última milha”.

No Comments

Post A Comment