Açores vão atribuir meio milhão de euros de incentivos à mobilidade elétrica | Veículos Elétricos
23854
post-template-default,single,single-post,postid-23854,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Açores vão atribuir meio milhão de euros de incentivos à mobilidade elétrica

A anteproposta para o Plano e Orçamento de 2020 da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, revelou uma forte aposta do Governo Regional dos Açores na mobilidade elétrica. O plano “prevê uma dotação de meio milhão de euros para incentivos financeiros à aquisição, por pessoas singulares ou coletivas, de veículos elétricos. Esta é uma medida que permite concretizar nos Açores, de forma mais célere, os objetivos do desenvolvimento sustentável e do combate às alterações climáticas, na vertente da mitigação”, explicou a secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, Marta Guerreiro, sublinhando ainda que a “massificação” da utilização de viaturas elétricas é “imprescindível” para “a aposta no novo paradigma na mobilidade sustentável”.

Marta Guerreiro avançou que, com esse mesmo motivo, a partir de hoje, “o Governo dos Açores coloca em consulta pública, durante os próximos 30 dias, o Decreto Regulamentar Regional que define a atribuição de incentivos financeiros para a aquisição de veículos elétricos, que inclui carros, motas e bicicletas, e de pontos de carregamento”.

Este é um instrumento que permitirá atribuir apoios financeiros, no valor e condições a fixar por Resolução do Conselho do Governo, para aquisição de veículos elétricos novos, com majorações para aqueles que, por exemplo, usufruam de uma tarifa de eletricidade diferenciada no tempo, tenham residência nas ilhas pertencentes à Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO, nomeadamente Corvo, Flores, Graciosa e São Jorge, ou apresentem comprovativo de abate de uma viatura a combustão interna”, frisou.

A titular da pasta da Energia destacou “a possibilidade de acumulação dos incentivos concedidos por este diploma com outros de natureza similar, previstos em diplomas nacionais, o que traduz a nossa preocupação em fazer com que os Açorianos consigam maximizar os apoios existentes”.

O diploma, que está em consulta pública até 3 de novembro, pode ser consultado através do Portal do Governo, no endereço eletrónico www.azores.gov.pt.

Marta Guerreiro falava, na Lagoa, na apresentação do PMEA – Plano da Mobilidade Elétrica dos Açores, que compreende um período temporal até 2024 e se constitui “como um guia para a implementação da mobilidade elétrica no arquipélago, integrando os diagnósticos realizados aos diversos setores de atividade, contemplando o seu desempenho ambiental e os padrões de mobilidade de particulares, empresas e entidades públicas, procurando antecipar as evoluções tecnológicas e de mercado, no sentido da definição de um conjunto de medidas que promovam a utilização intensiva de veículos elétricos nos Açores”.

Marta Guerreiro lembrou que “esta tem sido uma legislatura que, de forma continuada e com substância, tem colocado a temática da mobilidade elétrica na agenda regional”, salientando que, nos últimos anos, foi definido e implementado “um conjunto de medidas de maior relevância para que a mobilidade elétrica seja efetiva e concreta, chegando ao maior número de Açorianos, de Santa Maria ao Corvo”.

Neste âmbito, e além do PMEA, a governante referiu a aprovação da Estratégia para Implementação da Mobilidade Elétrica, o processo em curso de implementação de uma rede robusta e segura de 26 pontos de carregamento para veículos elétricos, que abrange todos os concelhos e ilhas da Região.

Relativamente aos pontos de carregamento, Marta Guerreiro referiu que se prevê a conclusão dos 10 para os quais foram feitas parcerias com câmaras municipais e de oito do concurso público internacional levado a cabo pelo Governo dos Açores, garantindo que, até ao final do ano, todas as ilhas contem com, pelo menos, um ponto de carregamento.

No Comments

Post A Comment