Toyota apresenta protótipo do novo Mirai em Tóquio | Veículos Elétricos
23887
post-template-default,single,single-post,postid-23887,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Toyota apresenta protótipo do novo Mirai em Tóquio

O Salão de Tóquio vai ser o palco para a estreia mundial do protótipo da segunda geração do Mirai, que tem lançamento previsto para 2020, inicialmente no Japão, América do Norte e Europa. A marca japonesa anuncia um aumento de 30 por cento em autonomia elétrica, graças a melhorias na eficiência da pilha de combustível e ao uso a bordo de depósitos de hidrogénio maiores. 

Exteriormente, o novo Toyota Mirai vai apresentar uma imagem poderosa e distinta, o que se deve a uma combinação de linhas baixas, proporções elegantes numa carroçaria atraente e com grandes jantes de 20 polegadas. O protótipo estreia uma cor exterior azul especialmente desenvolvida que recorre a várias camadas para a obtenção de um brilho e profundidade de cor excecionais.

O habitáculo foi projetado como um espaço simples e moderno, com um ambiente acolhedor e confortável, que aumenta a sensação de que é um carro realmente agradável de conduzir e viajar. Os principais elementos incluem uma ecrã central de 12,3 polegadas e um painel de instrumentos que circunda o condutor. A plataforma e as novas dimensões permitem cinco lugares em vez dos atuais quatro.  

O novo Mirai vai receber a mais recente plataforma modular de tração traseira da Toyota, projetada, desde o início, para acomodar diferentes propulsores – incluindo uma pilha de combustível a hidrogénio. Adicionalmente, confere ao novo Mirai um maior grau de rigidez estrutural, contribuindo para maior agilidade e desempenho, bem como um centro de gravidade mais baixo, que contribui para uma dinâmica ágil e superior prazer de condução. 

Por outro lado, as melhorias no desempenho do sistema de célula de combustível do Mirai também contribuem para uma resposta linear e suave no arranque e uma direção mais precisa, com uma resposta mais imediata ao acelerador. A dinâmica é leve e fácil em estradas sinuosas, enquanto em condução em autoestradas proporciona uma sensação de potência a qualquer velocidade.

No Comments

Post A Comment