Citroën prepara eletrificação da gama de comerciais | Veículos Elétricos
23992
post-template-default,single,single-post,postid-23992,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Citroën prepara eletrificação da gama de comerciais

A Citroën está a preparar o lançamento de uma grande ofensiva de eletrificação da sua gama de comerciais ligeiros, propondo versões elétricas do Jumpy em 2020 e do novo Berlingo em 2021. Segundo a marca francesa, esta oferta beneficiará os utilizadores profissionais através de “um nível de conforto de referência, custos de utilização controlados, liberdade de acesso aos centros urbanos, capacidade para garantir entregas ‘último quilómetro’ e responder ao desenvolvimento das atividades relacionadas com o comércio eletrónico”. A eletrificação não se limita apenas aos furgões de mercadorias e engloba também os equivalentes modelos de passageiros.

O Citroën Jumpy Electric vai receber a plataforma multi-energias EMP2 do Grupo PSA e será disponibilizado em dois níveis de autonomia em ciclo WLTP: 200 km com bateria de 50 kWh e 300 km com bateria de 75 kWh.

O Jumpy Electric está vocacionado para os clientes que procuram prazer e serenidade ao volante, permitindo que cada “empresário desenvolva a sua atividade de forma diferente e transmita uma imagem positiva de preservação do meio ambiente”.

O Citroën Jumper Electric, por sua vez, também será comercializado em dois níveis de autonomia, dependendo da versão: 225 km no ciclo NEDC nas variantes de chassis curto e médio (L1 e L2) e 270 km nas variantes de chassis longo e extra-longo (L3 e L4). Após a produção na fábrica Sevel em Val di Sangro (Itália), o Jumper será eletrificado e homologado pelo parceiro BD Auto.

Relativamente ao novo Berlingo Electric, a Citroën ainda não avançou com mais dados oficiais.

No Comments

Post A Comment