Fábrica de Düsseldorf inicia produção do Mercedes-Benz eSprinter | Veículos Elétricos
24182
post-template-default,single,single-post,postid-24182,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Fábrica de Düsseldorf inicia produção do Mercedes-Benz eSprinter

A fábrica de Düsseldorf da Mercedes-Benz iniciou a produção em série do eSprinter, a versão totalmente elétrica do comerciais de grandes dimensões da marca alemã.
Para assegurar a produção de todas as variantes da atual geração da gama Sprinter, incluindo as elétricas, a Mercedes-Benz Vans investiu mais de 330 milhões de euros na expansão técnica da produção, levando em consideração que o fabrico das versões convencionais e elétricas seria efetuado numa única linha de produção. O resultado vai traduzir-se na enorme flexibilidade e na capacidade para responder às exigências dos clientes e do mercado.
Além de um significativo investimento nos sistemas de produção, a fábrica também apostou na formação dos seus próprios funcionários. Desde a decisão tomada de produzir o eSprinter em Düsseldorf, a fábrica tornou-se no centro de competência para veículos elétricos e desenvolveu os requisitos necessários. Até agora mais de 2.400 funcionários foram formados para lidarem com o manuseamento e montagem de tecnologias de elevada voltagem.
O Mercedes-Benz eSprinter foi concebido para assegurar a maior cobertura possível de aplicações na mobilidade urbana. A oferta inicial vai assentar no furgão de mercadorias com tecto alto e um peso bruto de 3.500 kg. O volume útil de carga situa-se nos 10,5 m3, que é igual ao do Sprinter com motor de combustão. O mesmo sucede com a motorização de entrada, uma vez que o eSprinter possui um motor elétrico que desenvolve uma potência de 85 kW e um binário de 300 Nm, sendo a tração assegurada pelas rodas dianteiras.
O Mercedes-Benz eSprinter vai oferecer uma capacidade de carga e de bateria flexíveis para permitir a adaptação às necessidades de cada cliente, estando disponíveis opções de três ou quatro módulos. Equipado com a versão com capacidade de 55 kWh, a autonomia estimada é de 168 km com uma carga máxima de 891 kg. A segunda opção apresenta uma capacidade de 35 kWh e uma autonomia de aproximadamente 115 km, mas a capacidade de carga aumenta para 1.040 kg, uma vez que a bateria é constituída apenas por três módulos. O eSprinter oferece um modo de carga rápida que permite a recuperação até 80 por cento da capacidade da bateria em cerca de 30 minutos. A velocidade máxima pode ser configurada em função das necessidades do operador: 80 km/h, 100 km/h ou mesmo 120 km/h.

No Comments

Post A Comment